Ao realizar a dádiva de sangue do cordão umbilical para o BPCCU, a unidade é sempre armazenada ficando disponível para transplante?

Ao realizar a dádiva de sangue do cordão umbilical para o BPCCU, a unidade é sempre armazenada ficando disponível para transplante?

Sim, se a unidade colhida preencher todos os requisitos de qualidade e segurança, nacionais e internacionais.

A unidade de sangue de cordão destinada a transplante deve conter um número de células suficiente para que o transplante resulte, assim como devem preservar a sua capacidade de enxerto. A mãe e o recém-nascido devem ser saudáveis não apresentar risco de transmissão de infeções ou de doenças congénitas.

Se a unidade não apresentar as características exigidas por estes padrões poderá vir a ser utilizada em investigação ou rejeitada.