Medidas SIMPLEX+ 2017 no IPST,IP

 

No domínio das estratégias de modernização preconizadas para o setor da saúde foram implementadas no IPST, IP um conjunto de medidas de simplificação, designadas medidas SIMPLEX, com impacto positivo na vida dos nossos cidadãos, concretamente dos dadores e recetores de sangue, órgãos, tecidos e células, mas também dos profissionais envolvidos neste setor, permitindo uma maior simplificação e desmaterialização dos respetivos processos a par de uma melhoria na interação dos cidadãos com o serviço público prestado pelo IPST, IP.                    

Neste contexto foi implementado durante o ano de 2017, o Registo Nacional de Dadores Sempre Atualizado como medida que configura a possibilidade de atualização automática dos dados relativos aos dadores de sangue, implementando soluções de interoperabilidade entre os diversos sistemas de registo de dádivas de sangue e o registo nacional de utentes, permitindo ainda deixar de utilizar papel nas sessões de colheita com exceção do Consentimento Informado. Visando uma gestão mais eficiente do setor foram propostas diversas ações estratégicas, de cuja concretização e resultados atingidos merecem destaque: a aprovação e publicação do Despacho n.º 1649/2017, de 21 de fevereiro, a publicação de um Regulamento, Manual de Utilizador e divulgação de restantes normas do IPST, IP junto dos hospitais e a consequente interligação entre hospitais e IPST, IP nos hospitais que já dispõem do ASIS nos seus serviços de sangue.

Neste âmbito da desmaterialização, foi também desenvolvida uma aplicação (App) móvel relativa ao Registo Português da Transplantação, designada RPT Mobile. O RPT Mobile é uma aplicação móvel para dispositivos iOS e Androide que permite o suporte à atividade dos profissionais de saúde integrantes do ecossistema português da transplantação. As suas funcionalidades principais consistem no fornecimento de informações sobre os procedimentos de avaliação colheita e transplantação aos diferentes intervenientes do processo; o envio de notificações aos diferentes intervenientes do processo em pontos críticos do mesmo e o envio de fotografias dos órgãos e/ou tecidos colhidos para o backoffice do RPT para informação atempada sobre o aspeto macroscópico do órgão para as equipas que irão realizar o transplante. O RPT Mobile mostra informação especializada para o perfil e para as atribuições específicas de cada utilizador, acrescentado uma componente móvel,  de acesso rápido e fácil a cada tipo de utilizadores.

Esta aplicação permite aos profissionais de saúde, em qualquer momento e em qualquer lugar, seguirem os principais eventos que ocorrem num processo de doação e transplantação de órgãos, notificando o utilizador e mantendo-o informado da evolução dos processos que estão a ocorrer no seu hospital.

Enquanto sistema de alertas e notificação de eventos, possibilita não só uma gestão de processos em simultâneo mas também uma maior acessibilidade à informação concorrendo para uma maior rapidez do processo.  O sistema de notificações e o dispositivo móvel disponibilizado permite ao profissional de saúde monitorizar o cumprimento de tarefas e atividades e aceder à evolução do processo de doação e transplantação em tempo real, possibilitando o acesso à base de dados original em tempo útil, promovendo a necessidade de concretização da atividade seguinte no circuito da doação, colheita e transplantação.

 

Proteção de Dados

 

 

A aprovação do Regulamento (UE) N.º 2016/679, de 27 de abril de 2016 , relativo à proteção das pessoas singulares no que diz respeito ao tratamento de dados pessoais e à livre circulação desses dados, designado Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD),  vem revogar a Diretiva 95/46/CE 


Em cumprimento do disposto no artigo 37º do Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD), o Instituto Português do Sangue e da Transplantação designou um Encarregado da Proteção de Dados (EPD), estando disponível o endereço eletrónico Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. para eventuais pedidos de informação ou de esclarecimentos

Consulte aqui informação sobre o RGPD disponibilizada pela Comissão Nacional de Proteção de Dados, incluindo a secção de FAQs para dar resposta a perguntas mais frequentes

Acesso gratuito aos Parques de Estacionamento para Dadores de Sangue

De acordo com a legislação em vigor (alínea i do artigo 6.º da Lei n.º 37/2012, de 27 de agosto), os dadores de Sangue têm direito à acessibilidade gratuita ao estacionamento nos estabelecimentos do SNS, aquando da dádiva de sangue. Neste sentido, apesar do acesso de viaturas ter passado a ser controlado no Parque da Saúde, na Av. do Brasil, N. 53 em Lisboa, este não tem qualquer custo para os dadores, bastando para tal que a senha de estacionamento seja validada na receção de dadores.

Regulamento Reporte Informação relativa à área do Sangue

 

O presente regulamento estabelece os moldes a que deve obedecer a disponibilização da informação relativa à atividade dos serviços de sangue e medicina transfusional que as entidades hospitalares devem reportar ao Instituto Português do Sangue e da Transplantação, IP (IPST,IP) ao abrigo do disposto no Despacho nº 1649/2017, de 14 de fevereiro, publicado a 21 de fevereiro de 2017.

A informação a recolher e a reportar pelas entidades hospitalares ao IPST,IP ao abrigo do Despacho nº 1649/2017, de 14 de fevereiro, publicado a 21 de fevereiro, diz respeito à atividade dos serviços de sangue e medicina transfusional a nível nacional e engloba todas as entidades do setor público, privado e social.

Regulamento: Reporte de informação relativa à área do sangue | versão 1.1 de 27 de fevereiro de 2017

MRS IPST | Instituições Externas | Manual do Utilizador | versão 1.3 de 16 de março 2017

 

Atividade do Contact Centre (CC) do IPST,IP

Informamos que o Contact Centre (CC) do Instituto Português do Sangue e da Transplantação, tem efetuado contactos telefónicos a dadores que efetuaram a sua última dádiva há mais de um ano. Este contacto é feito sob a forma de convite e tem como principal objetivo relembar a data em que o dador fez a sua última dádiva, convidando-o a programar a próxima.

Para além dos resultados a longo prazo traduzidos numa fidelização do dador ao IPST,IP esperamos contribuir para o aumento das dádivas neste período, contrariando a tendência desta época do ano.

Este contacto não permite a devolução da chamada (21 352 41 32).

Loading...