Dia Nacional da Doação e da Transplantação

Há 50 anos, no dia 20 de julho de 1969, o Prof. Doutor Alexandre Linhares Furtado, nos Hospitais da Universidade de Coimbra, realizava o primeiro transplante renal em Portugal, marcando assim o inicio da história da transplantação no nosso país.

 
Com o objetivo de reconhecer os dadores e suas famílias, os profissionais envolvidos no processo de doação e transplantação bem como recordar à sociedade que a doação de órgãos ajuda a salvar a vida ou contribui para melhorar a qualidade de vida de muitos doentes, o dia 20 de julho, imortalizando o legado do Sr Professor Doutor Linhares Furtado, foi instituído pelo Gabinete de Sua Excelência a Ministra da Saúde, como o  Dia Nacional da Doação de Orgãos e da Transplantação, graças ao esforço conjunto da Sociedade Portuguesa de Transplantação e do Instituto Português do Sangue e da Transplantação.

 

Para assinalar este dia  Instituto Português do Sangue e da Transplantação participou

 

·         No dia 19 de julho, numa organização conjunta do Ministério da Defesa e do Ministério da Saúde, na sessão “Para que outros vivam”, que decorreu na Base Aérea n.º 6, no Montijo.

 

 

 

 

·         No dia 20 de julho, na celebração do 11.º Dia do Transplante, organizada pela Sociedade Portuguesa de Transplantação em colaboração com o IPST, que decorreu no Convento de São Francisco, em Coimbra, sendo prestada homenagem ao Prof. Doutor Alexandre Linhares Furtado.”