Temas

 

 

 

 

SANGUE

 

  •  O IPST,IP representa Portugal no European Steering Committee on Blood Transfusion, órgão que funciona no âmbito do Biological Standardisation Network of Official Medicines Control Laboratories(OMCLand Health Care Department (DBO), do European Directorate for the Quality of Medicines & Health Care (EDQM), do Conselho da Europa, e que visa o estudo dos aspetos éticos, legais e organizacionais da medicina transfusional, a fim de garantir a qualidade, aumentar a disponibilidade, evitar o desperdício, assegurar a otimização do uso das reservas de sangue e seus componentes, e analisar os possíveis impactos éticos, e organizacionais, dos novos desenvolvimentos científicos nestas áreas.
  • O IPST,IP representa Portugal no  Group de Transfusion Saguinne (GTS) da European Directorate for the Quality of Medicines & Health Care (EDQM),  do Conselho da Europa.
  • Elaboração do Relatório "Serious Adverse Reactions and Events" (SARE) para a Comissão Europeia.
  • Apoio técnico ao preenchimento do Survey on the Implementation of the EU Blood and Blood Components Directives, da Comissão Europeia.
  • Participação nacional no Rapid Alert System on Blood and Blood Components, sistema de alerta rápido para o sangue e componentes sanguíneos, da Comissão Europeia - CIRCABCI SANCO-RAB
  • Representação nacional na International Haemovigilance Network's (IHN), integrada na International Society of Blood Transfusion, da Comissão Europeia.
  • Comunicação nacional das reações adversas em dadores, recetores, erros, e quase-erros ao International Surveillance of Transfusion-Associated Reactions and Events (ISTARE), da International Haemovigilance Network's (IHN)
  • O IPST,IP tem representação, no âmbito da Comissão Europeia, em conjunto com a DGS/Autoridade Competente para o sangue, na Reunião das Autoridades Competentes para o sangue, da Comissão Europeia (DG SANCO).

 

HAEMOVIGILANCE WORKING GROUP

Conjunto de peritos nacionais na área da hemovigilância, que se reúnem para a elaboração de um "Common Approach", para a definição das reações e eventos adversos graves, notificáveis anualmente à Comissão Europeia, de acordo com as Diretivas Europeias 2002/98/EC e 2005/61/EC.

 

EUROPEAN BLOOD ALLIANCE (EBA)

O IPST,IP encontra-se representado no European Blood Alliance (EBA), é Associated Partner do projeto DoHeCa (Donor Health Care) da EBA, associação de entidades sem fins lucrativos no âmbito da União Europeia, que visa contribuir para a disponibilidade, qualidade, segurança e relação custo-eficácia das reservas de sangue e tecidos para os cidadãos europeus, através do desenvolvimento e manutenção de relações de colaboração fortes e eficientes entre as diversas entidades que operam na área do sangue e tecidos de origem humana.

Participação nos seguintes grupos de trabalho da EBA:

·        EBA Benchmarking Group

·        EBA EID - Monitor Group (Emergent Infectious Disease - Monitor Group)

·        EBA Board meeting

·        DOMAINE Training Course (Donor Management In Europe)

 

INTERNATIONAL COUNCIL FOR COMMONALITY ON BLOOD BANKS AUTOMATION (ICCBBA)

O IPST,IP tem assento no ICCBBA - International Council for Commonality on Blood Banks Automation, organização sem fins lucrativos, que visa a padronização da informação e estabelecimento de guidelines a nível internacional, relativas à medicina transfusional e transplantação, de forma a garantir a segurança do doente, a rastreabilidade e a biovigilância, promovendo a standardização da rotulagem de produtos de origem humana, nas áreas do sangue, tecidos e células.

 

EUROPE, MIDDLE EAST AND AFRICA TECHNICAL ADVISORY GROUP (EMATAG)

O IPST,IP participa no EMATAG - Europe, Middle East and Africa Technical Advisory Group, o que representa assento automático no International Standard Committee for ISBT 128, código internacionalmente definido para os componentes sanguíneos, que se encontra em implementação a nível internacional para as células, tecidos e órgãos.

 

INTERNATIONAL SOCIETY OF BLOOD TRANSFUSION (ISBT)

O IPST,IP detém o secretariado executivo no Working Party da Hemovigilância da International Society of Blood Transfusion (ISBT).

ISBT Haemovigilance working party envolve profissionais a trabalhar em Hemovigilância com o objetivo de:

·        Elaborar definições de reações e eventos adversos à dádiva e à transfusão.

·        Padronizar informação relevante.

·        Ser fonte de informação para países a desenvolver sistemas de hemovigilância.

·        Colaborar com a International Haemovigilance Network.

·        Ser parceiro de outras working parties, com o objetivo de melhorar a qualidade e segurança do processo de dádiva e transfusão de sangue e componentes sanguíneos.

 

INTERNATIONAL HAEMOVIGILANCE NETWORK (IHN)

O IPST,IP participa e detém funções executivas como OCP.

IHN envolve a representação de países com sistemas de Hemovigilância implementados ou em vias de implementação com o objetivo de:

· Contribuir e apoiar a troca de informação entre diferentes países na operacionalização de diferentes sistemas de hemovigilância e seus resultados.

· Implementar redes de alerta rápido no caso da emergência de novas complicações infecciosas da transfusão.

 


 

 

 

 

TRANSPLANTAÇÃO

 

  • Cooperação para a revisão e elaboração do Guide to the Quality and Safety of Organs for Transplantation - Conselho da Europa (CD-P-TO) e European Directorate for the Quality of Medicines & Health (EDQM)
  • Cooperação para a revisão e elaboração do Guide to the Quality and Safety of Tissues and Cells for Human Application - Conselho da Europa (CD-P-TO) e European Directorate for the Quality of Medicines & Health (EDQM)
  • Reuniões do European Committee on Organ Transplantation (CD-P-TO) no quadro da European Directorate for the Quality of Medicines & Health (EDQM) nas áreas relativas à doação de órgãos, tecidos e células.
  • Report nacional relativo às atividades com órgãos à Newsletter for Transplant (coordenada pelaSpanish National Transplant Organisation - ONT), publicada pela EDQM/Council of Europe.
  • O IPST, IP tem representação nacional nas reuniões da National Competent Authorities for Organ Donation & Transplantation.
  • O IPST, IP tem representação nacional nas reuniões da National Competent Authorities for Tissues and Cells.
  • O IPST,IP participa no Technical Working Group on Indicators - Action Plan on Organ Doantion and Transplantation.
  • Participação no grupo de trabalho para a elaboração da proposta de Diretiva relativa à implementação de tecidos e células de países terceiros: Working Group for implementing Directive 2004/23/EC as regards the procedures for verifying the equivalent standards of quality and sefety of imported tissues and cells.
  • Report nacional ao Sistema de Biovigilância através do relatórios Serious Adverse Reactions and Events (SARE) Tissues and Cells da European Comission/Health and Consumers Directorate-General.
  • Report nacional relativo às atividades com tecidos e células não reprodutivas de origem humana ao Eurocet (European Data on Tissues and Haematopoietic Cells donation and transplantation activities).
  • Report nacional relativo às atividades com órgãos, tecidos e células ao Registo IRODaT (International Registry in Organ Donation and Transplantation).
  • Report nacional relativo às atividades com órgãos através do Organs Indicators Exercise do Working Group on Indicators da European Commission/Health and Consumers Directorate-General.
  • Report e divulgação nacional do sistema de alerta rápido para os tecidos e células de origem humana da Comissão Europeia - CIRCABC e SANCO: RATC (Rapid Alert for Tissues and Cells).
  • Participação na Joint action "Assisted Reproductive Technologies and Haematopoietic stem cells Improvements for Quality and Safety throughout Europe" (ARTHIQS) - Projeto da UE.
  • Participação no Organ Donation Quality System (ODEQUS) - Projeto da EU.
  • Participação na Joint action "Achieving Comprehensive Coordination in Organ Donation througout the European Union" (ACCORD) - Projeto da UE.
  • Participação na Joint action "Facilitating Exchange of organs donated in EU memder sates" (FOEDUS) - Projeto da UE.
  • Participação no Workshop on Regulation of Blood and Blood Components - Technical Assistance and Information Exchange (TAIEX), organizado em cooperação com o Ministério da Saúde de Israel, Jerusalém, novembro de 2013.
  • Participação no I Congresso do Sistema Brasileiro de Transplantes. Brasília, dezembro de 2013.
  • Participação no Workshop Regulation of Tissues and Cells - TAIEX, organizado em cooperação com o Ministério da Saúde de Israel, Jerusalém, junho de 2014.
  • Participação na Expert Mission on Montenegro - Assessment in The Field of Substances of Human Origin - TAIEX, julho de 2014.
  • Colaboração  na e formação no EUSTITE (European Union Standards and Trainning in the Inspection of Tissue Establishments) Inspection Course 2014/2015.
  • O IPST, IP tem representação, no âmbito da Comissão Europeia, na Reunião das Autoridades Competentes para Tecidos e Células, na Reunião das Autoridades Competentes para Órgãos e em diversos Grupos de Trabalho de suporte à decisão na Comissão Europeia.

 

 

SOUTH ALLIANCE FOR TRANSPLANTS  (SAT)

 O IPST,IP é membro da SAT desde 2013.

 

EUROPEAN NETWORK OF THE HLA DIVERSITY FOR  HISTOCOMPATIBILITY, CLINICAL TRANSPLANTATION, EPIDEMIOLOGY AND POPULATION GENETICS (HLA-NET)

O IPST,IP participa na European Network of the HLA Diversity for Histocompatibility, Clinical Transplantation, Epidemiology and Population Genetics (HLA-NET).

 

EUROPEAN FEDERATION FOR IMMUNOGENETICS

Três membros do IPST,IP são inspetores da European Federation for Immunogenetics.

 

WORLD MARROW DONOR ASSOCIATION (WMDA)

O Registo Português de Dadores de Medula Óssea não aparentados (CEDACE) do IPST,IP integra o registo internacional, Bone Marrow Donors Wordwide (BMDW), tem um acordo com o National Marrow Donor Program (NMDP) como registo cooperativo, e é membro do World Marrow Donor Association (WMDA). De salientar claramente a posição cimeira que Portugal detém com o CEDACE, o Registo Português de Dadores de Medula Óssea não aparentados, quando comparado com os congéneres registados no Bone Marrow Donor Worldwide (BMDW), com cerca de 20 milhões de dadores em todo o Mundo, uma vez que, com os quase 340 000 dadores tipados, o CEDACE coloca o país num segundo lugar/centena de milhar de habitantes.

 


 

 

 

 

Participação Internacional

 

Participação Internacional em 2018

Participação Internacional em 2017

Participação Internacional em 2016

Participação Internacional em 2015

Participação internacional em 2014